Chegou a hora de conhecer a verdade sobre o Islã por Wolff Bachner

Fonte:   “The Time has Come to Learn the Truth About Islam by Wolff Bachner” http://buff.ly/1tBqI3m

              Chegou a hora de conhecer a verdade sobre o Islã  

por Wolff Bachner

Bo0Ls7BCYAAa0kd

Para muitos críticos do Islã, a maior queixa contra os muçulmanos é que tanto a doutrina religiosa do Islã e os ensinamentos das principais autoridades islâmicas são simplesmente desprovidos de qualquer compreensão sobre o fato de que mais de 4/5 da população mundial não têm interesse nenhum em Alá ou Islã.

Mas, os Muçulmanos simplesmente não estão dispostos a deixar que outros sigam o seu próprio caminho e viva uma vida livre do Islã. Os não-muçulmanos querem distância para viver em paz suas próprias vidas sem o espectro da morte, da desgraça e do fogo infernal que paira sobre suas cabeças por estarem constantemente ameaçadas pelos líderes islâmicos.

A vasta maioria dos seres humanos simplesmente não tem interesse em viver sob o domínio de um califado mundial ou de se converter ao Islã por coerção ou pela ponta da espada. Eles não têm nenhum desejo de viver suas vidas como Dhimmies e de serem obrigados a pagar com dinheiro “sujo de sangue” para seus governantes e opressores islâmicos que tratam não-muçulmanos de forma totalmente desumana.

Eles acham a palavra “infiel” ou “Kafir” (descrente) um insulto tão grande quanto a palavra “N” às pessoas negras.

Nota do tradutor: o autor se expressou dessa forma, não interferi. Provavelmente se referiu à palavra “Níger“ em inglês.

god-bless-hitler (1)

Tradução: “Deus abençoe Hitler!”

No entanto, o verdadeiro Islã continua exigindo de forma extremamente agressiva de qualquer pessoa que caia sob o seu domínio, que se converta ao Islã imediatamente ou viva uma vida de “infiel” sob o medo e a opressão.

Muçulmanos continuam a queimar igrejas em todo o Oriente Médio, Ásia e África, e a raptar mulheres cristãs para estuprá-las e forçá-las a se casarem com muçulmanos.

Muçulmanos continuam executando pessoas por se atreverem a expressar o seu pensamento sobre o Islã, sob as leis de blasfêmia, que pertencem à Idade da Pedra. Muitos, que são corajosos o suficiente para falar sobre o comportamento inaceitável de muitos muçulmanos devotos, são ridicularizados pelos apologistas não-muçulmanos ou forçados a se esconderem devido a ameaças islâmicas de morte contra quem ofende a delicada sensibilidade islâmica.

isla_nazismo

Os muçulmanos constituem algo em torno de 1.6 bilhões de 7.2 bilhões de seres humanos do mundo. A maioria vive na pobreza e na miséria sob o domínio opressivo de um rei ou sultão ou ditador. No entanto, ao invés de evoluírem e se libertarem das correntes opressivas, recuam a um estado permanente de vítimas e afirmam que tudo se deve ao Ocidente que quer destruir os muçulmanos e o Islã. As massas islâmicas vivem sob governantes que estão entre os homens mais ricos do mundo, enquanto muitos vivem em barracos e mal se alimentam.

E quem é o culpado por tudo isso? Pergunte a qualquer muçulmano na América, África, Ásia, Europa ou no Oriente Médio, e eles dirão imediatamente que é tudo culpa dos judeus sionistas que governam o Ocidente e forçam o Grande Satã (a América) a matar muçulmanos.

isla_nazismo04

A obsessão patológica pelo povo judeu, que o Islã exibe, seria cômica se tantos judeus inocentes não tivessem sido mortos nos últimos 1400 anos pelas mãos de todos os muçulmanos também dispostos, gritando “Allah Akbar” (Deus é Grande!), enquanto decapitavam, esfaqueavam, atiravam e explodiam os judeus.

O assassinato da família Fogel, onde adolescentes palestinos mataram toda uma família judaica israelense, decapitando o seu filho de três meses de idade, é apenas o mais recente de uma saga interminável do ódio islâmico e terror contra os judeus. No entanto, mal foi mencionado na Imprensa Mundial. Os assassinos foram glorificados nas ruas de Ramallah, onde doces foram servidos para comemorar a morte de uma família judia.

No entanto, o mundo insiste em chamar o Islã de “religião da paz” e opta por ignorar toda a opressão e violência que é cometida diariamente contra os não-muçulmanos por muçulmanos. Alguns estão em silêncio por medo. Alguns estão em conluio com os muçulmanos por suas próprias razões nefastas. Alguns estão tão cegos pelos seus líderes de esquerda e de ideologias progressistas que são incapazes de voltar a ver a verdade. Alguns são tão dotados de seu próprio ódio por Caucasianos e Judeus que acabam encontrando uma causa comum no Islã.

Cross

Seja qual for à razão, falar e dizer a verdade sobre o Islã nos Estados Unidos é um bilhete só de ida para ser chamado de “Islamophobic” e ser condenado ao ostracismo político, financeiro e social. A maioria dos americanos simplesmente não quer ouvir falar do “lobo” em sua porta até que seja tarde demais e o “lobo” tenha comido os seus filhos.

1987_intifada2-300x198

Enquanto isso, vemos nada além de destruição e morte saindo das cinzas da “Primavera” Árabe. Os Coptos estão sendo assassinados no Egito e suas igrejas queimadas. Os Gays estão sendo executados no Irã. O Boko Haram  explodem uma igreja lotada após a outra, na Nigéria. A Arábia Saudita está cortando a cabeça das mulheres por feitiçaria. Síria está infestada de jihadistas massacrando os não-muçulmanos. Líbia é invadida por milícias islâmicas. Dubai acusa as vítimas de estupro do sexo feminino de adultério. O Líbano está em escombros. O Rei da Jordânia está lutando pela sobrevivência contra o grupo favorito de Obama, a Irmandade Muçulmana. O Paquistão condena pessoas à prisão perpétua por insultarem Maomé. A lista é quase infinita e o caos entorpece a mente.

hamas-koran-bomb-belts-300x236

As perguntas que precisam ser feitas a todos os apologistas do Islã são:

Por que é que em todos os lugares onde o Islã está no poder há tanta morte e opressão aos não-muçulmanos, enquanto a maioria dos muçulmanos vive na mais absoluta miséria? Por que é que em todos os lugares para onde muçulmanos emigram logo entram em conflito com seu novo país e exigem que haja mudanças no país para adequá-los à custa dos próprios cidadãos nativos, ao invés de fazerem qualquer esforço para adaptarem-se e apreciarem a sua nova casa? Por que o Islã tem tanto ódio aos não-muçulmanos e, especialmente, ao povo judeu?

A resposta é simples e está escrito nos livros sagrados do Islã e ensinado pelos seus próprios líderes. Aqui estão alguns exemplos.

Sheik Muhammad Al-Munajid :

al-munajjid

 

 

 

 

 

"Esta é a nação do monoteísmo, 
e esse é o Islã que Deus 
quer espalhar por todo o mundo, 
e para governar a terra em sua totalidade. 
Allah quer isto. 
Ele enviou o Alcorão e o Hadith para esse fim."


O presidente Mahmoud Ahmadinejad do Irã
 
:

Mahmoud-Ahmadinejad11

 

 

 

 

 

 

 

 

Após uma reunião com Sultan Jamalullail I, o chefe supremo da federação de nove estados onde o Islã foi proclamado à religião do Estado, Ahmadinejad pontificou:

"O mundo vai estar nas mãos do Islã 
ao longo dos próximos anos."

 De acordo com a Irmandade Muçulmana fundador al-Banna :

Hasan-Ahmed-Abdel-Rahman-Muhammed-al-Banna-Thebes

 

 

 

 

 

 

 

"É da natureza do Islã dominar, 
para não ser dominado, 
para impor a sua lei em todas as nações 
e estender seu poder por todo o planeta."


O lema da Irmandade Muçulmana
 
:  

Quaran-Violence

 

 

 

 

 

 

“Deus é o nosso objetivo, 
o Alcorão é nossa constituição, 
o Profeta é nosso líder, 
luta [jihad] é o nosso caminho, 
e a morte em serviço de Deus 
é o mais elevado dos nossos desejos. 
Deus é grande. Deus é grande. "

Alcorão 5:51 :

"Ó vós que credes não tome os judeus e os cristãos como amigos! 
Eles são amigos uns dos outros, 
e quem entre vós levá-los como amigo, 
então certamente ele é um deles, 
porque Deus não guia as pessoas injustas."

Alcorão 2:191-193 :

"Matai-os onde quer se os encontreis 
e expulsai-os de onde vos expulsaram, 
porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. 
Não os combatais nas cercanias 
da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. 
Mas, se ali vos combaterem, matai-os. 
Tal será o castigo dos incrédulos. 
Porém, se desistirem, saiba que 
Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo. 
E combatei-os até terminar a perseguição 
e prevalecer à religião de Deus. 
Porém, se desistirem, não haverá mais hostilidade, senão contra os iníquos”.

Alcorão 5:33 :

“O castigo, para aqueles que lutam contra Deus 
e contra o Seu Mensageiro 
e semeiam a corrupção na terra, 
é que sejam mortos, ou crucificados, ou lhes seja decepada a mão e o pé opostos, ou banidos...”


Bukhari 52:177
 
:

O Apóstolo de Allah disse, 
"A Hora não será estabelecida 
até que você lute com os judeus, 
e a pedra atrás da qual um judeu 
estará escondido vai dizer.
"O muçulmano! 
Há um judeu escondido atrás de mim, 
venha matá-lo. "
Alcorão 8:12 :
 "Vou lançar o terror 
nos corações dos incrédulos. 
Portanto cortarei suas cabeças 
e cortarei todos os dedos deles." 
 Essas são as palavras autênticas 
da doutrina islâmica e seus seguidores.  
Eu lhe pergunto novamente: 
isso é uma "religião de paz?"

ISRAEL-PALESTINIANS-CONFLICT-KIDNAPPING

Você deve isto a si mesmo, 
um esforço no sentido de descobrir 
o que o Islã realmente é 
e o que realmente pretende para a raça humana. 
Em primeiro lugar entenda, 
e em seguida, forme a usa própria opinião. 
Pare de repetir as palavras dos outros 
que podem ter agendas escondidas 
para promover o Islã às suas custas. 
No mínimo, pense por si mesmo 
e liberte sua mente 
antes que seja tarde demais.

Wolff-Bachner-150x150

Wolff Bachner é editor e colunista político de O Inquisitr  www.inquisitr.com/  com foco no Oriente Médio, extremismo religioso, questões regulatórias e de liberdade pessoal. Como um forte apoiador do Estado judeu de Israel, Wolff entrevistou muitos dos principais jornalistas de Israel, figuras políticas e especialistas em segurança. Quando ele não está cobrindo a mais recente crise política, Wolff dedica suas energias para expor as ideologias expansionistas do Islã moderno e os 1400 anos de história do crescente e descontrolado ódio aos judeus encontrados nos dogmas e doutrinas islâmicas.

Anúncios

4 opiniões sobre “Chegou a hora de conhecer a verdade sobre o Islã por Wolff Bachner”

  1. o isla e uma ideologia que maome creo em nome
    do deus e obrigo a humanidade com forca e terror
    a aceita la sem discutir .
    (ex muslim)

    Curtir

Os comentários estão desativados.