América Latina Na Mira da Inconsciência Islâmica Global.

Foto/Capa: Raffaello Sanzio – Pintura – São George e o Dragão.


Por Tião Cazeiro

20 de Novembro de 2014


Summit Latin 2

Foto: First Latin American Countries Muslim Leaders Summit endsO primeiro encontro de líderes muçulmanos da América Latina realizado na Turquia produziu pérolas e ruídos que impressionam qualquer pessoa que tenha uma visão clara sobre o Islã.

A foto acima, mostra (topo/centro, pontilhado em vermelho) a participação do diretor executivo do CAIR -Council of America-Islamic Relations, Nihad Awad. A princípio, o Cair é um grupo de direitos civis, mas na verdade é o HAMAS nos Estados Unidos.

Resultado de imagem para pamela geller cair ad

Resultado de imagem para pamela geller cair ad

Anúncios produzidos pela ativista Pamela Geller (AFDI.us) já estão espalhados por várias cidades americanas com o intuito de conscientizar a população sobre o real funcionamento desse grupo.  O anúncio diz que o “CAIR tem laços com o terrorismo e conexões intimas com o grupo terrorista HAMAS“.

erdogan-6 (1)

Tradução do texto do Presidente Turco Erdogan na foto acima:

"Eu não consigo entender como pessoas sensatas 
continuam defendendo 
o Facebook, YouTube e o Twitter. 
Eles divulgam todo tipo de mentiras".

A soberba do  Presidente Turco Recep Tayyip Erdogan está alinhada com a ideia de que ainda será um Califa Global.

Uma pérola: O Presidente da Organização Islâmica Latino Americana Yusuf Hallar disse que: “nós temos o dever de espalhar a cultura de tolerância e civilização do Islã contra a islamofobia“.

E como sempre digo:

Islamofobia é uma palavra 
inventada para você não criticar o Islã. 
Não criticar o Islã significa se render ao Islã. 
Isso prova de que algo está errado 
e que portanto precisa ser muito criticado. 

Essa turba decidiu que a América Latina é a bola da vez há muito tempo atrás (1.400 anos para ser exato). Esse encontro visando a expansão Latino Americano esconde mais do que divulga.

A soberba muçulmana generalizada aponta para a América Latina como um alvo muito fácil e isso é muito preocupante. Virão com todo tipo possível de conversinha e repressão. Contam com parceiros do mesmo naipe como Fidel Castro, Lula, Dilma, Maduro etc.  

No encontro, Erdogan disse que muçulmanos descobriram a América antes de Colombo.  Essa ideia está sem dúvida nenhuma ancorada no princípio da teologia islâmica de que a terra, uma vez governada (conquistada) pela lei islâmica, pertencerá por direito aos muçulmanos para sempre. Esse é o combustível insano que alimenta a mentira sobre o descobrimento da América. Mentira essa que se dita várias vezes pode acabar virando realidade na cabeça dos fracos, prontos para serem convertidos. Hitler sabia disso. Leia: Muçulmanos descobriram a América antes de Colombo, afirma Erdogan da Turquia

Cuba, obviamente, já ofereceu terras para a construção de mesquitas. Fidel Castro, o antissemita, guru da esquerda latino americana, deve estar dançando de alegria pois sabe que agora a violência vai chegar com tudo e o primeiro passo provavelmente será mapear todos aqueles que falam mal desse empreendimento paramilitar totalitário que é o Islã e seus amigos comunistas bolivarianos.

Lula e seus amigos iranianos entre outros, vão mostrar a verdadeira face daqui para frente se conseguirem continuar no poder depois de tanta merda. Aliás, de acordo com o Lula:

"o PT é uma MERDA, mas é o meu partido".
Lei de Murphy: 
"se algo pode dar errado, vai dar errado".  
Portanto, se 
"a MERDA está no poder, vai dar MERDA".
De acordo com o blog Portal Conservador, 
a reunião teve a participação de 
76 líderes muçulmanos de 40 países, 
sob a direção de Mehmet Görmez, chefe do Diyantet. Entre os participantes 
havia emissários de Brasil, Venezuela, 
Argentina, Chile, México, Suriname, 
Uruguai, Paraguai, Nicarágua, 
Panamá, Colômbia, Bolívia, 
República Dominicana, Guiana, 
Peru, Colômbia, Cuba, 
Equador, Jamaica e Haiti.
Nós estamos aqui reunidos 
para discutir questões que dizem respeito 
aos muçulmanos em países da América Latina, 
seus cultos religiosos 
e as oportunidades de cooperação”, 
disse o Dr. Görmez. 
Fonte: Portal Conservador 
Encontro de líderes muçulmanos apontam que America Latina é prioridade

Cooperação??? O Erdogan é um califa wannabe, e já está em campanha pelo califado global.  A América Latina, na cabeça desse povo, é alvo fácil. Vão trazer a tragédia humana para cá e se não formos fortes eles irão prevalecer. Muçulmanos latino americanos vão “fazer o diabo” para expandir o Islã na região.

No texto abaixo, Erdogan se refere ao Todo-Poderoso (Alá), o qual é visto dessa forma pelo Islã para demonstrar que os muçulmanos são Todos-Poderosos e acima das outras religiões inclusive no sentido bélico, violento e que portanto é melhor você se converter ou será subjugado ou morto.

Mas como, se Deus é o mesmo para todas as religiões? Não, não, não… o Deus deles é o verdadeiro Deus/Alá, e o mundo pertence a eles. Você não está no mundo, você está no mundo do Islã. Entendeu???

Erdogan disse que o Estado Otomano e outros países Islâmicos nunca usaram a sua missão de divulgar aos Latinos Americanos sobre o Todo-Poderoso (Alá) para fins políticos e acrescentou que:

 "a religião islâmica nunca foi usada 
como uma ferramenta para exploração, 
criação de colônias e escravização. 
Enquanto os outros usam a religião para 
explorar e forçar as pessoas a se curvarem a eles. 
Muçulmanos e países islâmicos se esforçam 
para informar as pessoas sobre Alá, 
conquistar os corações e as almas 
e elevar o nome do Todo-Poderoso. 
Muçulmanos se esforçam por boas ações 
e não por quantidade. 
Eles lutaram para introduzir 
o Islã para mais e mais almas.” 
Fonte: First Latin American Countries Muslim Leaders Summit ends

Entretanto, não é isso que vemos no mundo atual. Esse discurso parece conversa de bêbado. O próprio discurso já demonstra violência contra as outras religiões. De cara já gera polêmica e rivalidade em nome do Todo-Poderoso.

O historiador, filósofo pioneiro e jurista teórico, 
Ibn Khaldun (1332-1406), 
observou em seu famoso “Muqaddimah”, 
a primeira obra de teoria histórica que:   
 “Na comunidade muçulmana, 
a guerra santa é um dever religioso 
por causa do 
universalismo da missão muçulmana 
e (da obrigação de) converter a todos ao Islã 
       ou pela persuasão ou pela força".

Preparem-se porque em breve a inconsciência islâmica baterá na porta com a conversinha de sempre:

"conversão ao Islamismo, 
pagamento da Jizya (imposto de proteção), 
ou morte".
Anúncios