Após identificá-lo como Cristão, Muçulmanos Incendeiam Menino

Fonte/Source:  After Identifying Him as Christian, Muslims Set Young Boy on Fire | Pamela Geller, Atlas Shrugs stop killing christian

Após identificá-lo como Cristão, Muçulmanos Incendeiam Menino

Por Pamela Geller

Porque, afinal de contas, é a religião de paz e tolerância. Isto é o que Barack Obama, John Kerry, David Cameron e Angela Merkel e todos os outros dhimmis lambe-cus do Islã dizem. Incluo o Papa também. Diz isto ao menino, a todos os outros Cristãos e não-Muçulmanos que vivem no terror absoluto e medo nos países Muçulmanos. Qual é o problema real? Meus anúncios. A grande mídia, que distorce a realidade, e os capangas de esquerda virão atrás de nós por dizermos a verdade, enquanto eles transportam água para a ideologia mais brutal sobre a face da terra. boy burned

Menino é queimado depois de ser identificado como Cristão“,

por Nasir Saeed, do Centre for Legal Aid, Assistance and Settlement (CLAAS) Um menino Cristão Paquistanês foi atacado e queimado depois que alguns jovens Muçulmanos descobriram a sua religião. Nauman Masih, de 14 anos, foi atacado por Muçulmanos desconhecidos que estavam indo à mesquita para oferecer suas orações de Sexta. Ele estava voltando do alfaiate quando foi parado por jovens Muçulmanos que depois de identificá-lo como Cristão o queimaram. Nauman deu uma declaração para o Superintendente da Polícia (SP) dizendo que dois Muçulmanos desconhecidos se aproximaram dele numa moto e perguntaram sobre a sua religião. Quando disse que era Cristão começaram a espancá-lo. Quando Nauman tentou fugir, ambos os meninos começaram a segui-lo pela rua antes de jogar querosene sobre ele e, em seguida, atearam fogo. Nauman foi citado como dizendo. “Eu estava correndo quando um monte de areia surgiu no meu caminho, me deitei na areia, e algumas pessoas da comunidade apagaram o fogo, colocando areia sobre mim. Em seguida eu desmaiei, eles chamaram o serviço de assistência médica de emergência e uma ambulância.” Nauman disse que não conhecia os agressores, mas que poderia identificá-los pelo rosto. O pai do menino morreu quando ele tinha quatro anos e ele e sua irmã mais velha estão vivendo com seu tio paterno. O superintendente da polícia local visitou Nauman e gravou sua declaração. E a polícia registrou a ocorrência contra os agressores desconhecidos e iniciou uma  investigação. Nasir Saeed, diretor da CLAAS-UK disse que é uma situação lamentável. O ódio contra Cristãos chegou a um nível tão perigoso, que qualquer Cristão inocente pode ser morto por extremistas Muçulmanos, sem qualquer motivo. Viver como um Cristão está se tornando cada vez mais perigoso. Saeed ainda acrescentou que para os Cristãos que já vivem sob constante medo por suas vidas, este incidente recente aumenta seus níveis de insegurança. Apesar do Primeiro-Ministro Nawaz Sharif, em diversas ocasiões, recentemente, reiterar que as minorias serão protegidas, infelizmente, a vida e os locais de culto Cristãos ainda não são seguros e protegidos. Novembro último, um casal Cristão, Shama e Shahzad, foram queimados vivos em um forno de tijolo. Recentemente duas igrejas foram atacadas e, agora, um menino inocente, de 14 anos de idade, sofreu 55% de queimaduras só por ser Cristão. Saeed disse ainda que em vez de promessas vazias, o governo deve apresentar planos concretos para impedir que tais incidentes ocorram. “Os perpetradores devem ser levados à justiça para aprenderem uma lição que sirva como medida preventiva.” “Outras pessoas, e se necessário o próprio governo, deve introduzir alguma punição rigorosa”, disse o Sr. Saeed. Ele acrescentou que os Cristãos que vivem em todo o mundo devem levantar suas vozes pelos seus irmãos e irmãs perseguidas e mortas em países Muçulmanos por nada, exceto pela sua fé Cristã. Ele afirmou ainda ser dever da comunidade internacional tomar conhecimento da crescente situação contra os Cristãos no Paquistão e em outros países Muçulmanos.

Anúncios