Saudis “ofendidos” com National Geographic destacando Papa banem edição

Fonte/Source: Saudis “offended” by National Geographic featuring Pope, ban the issue

Sauditas “Ofendidos” Com National Geographic Destacando Papa Banem Edição

Por Robert Spencer – Jihad Watch

10 de setembro de 2015

Aparentemente, a manchete que fala da ‘revolução silenciosa’ do Papa Francisco, irritou profundamente o regime Saudita, sempre com medo de tumultos e protestos. Para as autoridades religiosas, o conceito de religião ‘fluida’, aberta a ‘mudanças’ e a modernidade,  exatamente o que o Papa Argentino está fazendo pela Igreja Católica de acordo com a revista,  é justamente ao que eles se opõem, mantendo a ‘pura’ e imutável versão do Islã. Aqueles que estão colocando as esperanças e apostando o futuro do Ocidente na reforma Islâmica devem considerar isto cuidadosamente.

Pope-Francis-National-Geographic

Riyadh censura a edição da National Geographic que destaca Papa Francis, “Asia News, 10 de Setembro de 2015:

Riyadh (AsiaNews / Agencies)  As autoridades de Riyadh censuraram a versão Árabe da edição de Agosto da National Geographic, a qual destaca o Papa Francisco na capa. Embora oficialmente nenhuma explicação fosse dada justificando o banimento, líderes do país Islâmico, segundo informações, estão “ofendidos” com a presença do líder da Igreja Católica na prestigiosa revista.

Numa breve mensagem no Twitter, os líderes da versão Arábica da National Geographic, falaram da uma edição “banida” por “razões “culturais” e sem maiores detalhes.

De acordo com relatos do site foreignpolicy.com, o diretor Alssad Omar al-Menhaly pediu desculpas aos leitores pela não distribuição da edição de Agosto, devido ao fato do magazine “não ter recebido permissão de entrada [no país] por razões culturais.”

Aparentemente, a manchete que fala da ‘revolução silenciosa’ do Papa Francisco, irritou profundamente o regime Saudita, sempre com medo de tumultos e protestos. Para as autoridades religiosas, o conceito de religião ‘fluida’, aberta a ‘mudanças’ e a modernidade  exatamente o que o Papa Argentino está fazendo pela Igreja Católica de acordo com a revista  é justamente ao que eles se opõem, mantendo a ‘pura’ e imutável versão do Islã. Aqueles que estão colocando as esperanças e apostando o futuro do Ocidente na reforma Islâmica devem considerar isto cuidadosamente.

A Arábia Saudita se baseia na Sharia, ou Lei Islâmica, a qual impõe a “pena de morte” em casos de “assassinato, estupro, tráfico de drogas e feitiçaria.”

No reino ultraconservador Sunni Wahhabi, mulheres são proibidas de dirigir e devem estar sempre acompanhadas de um homem com o qual tenha laços estreitos de parentesco.

Além disso, atualmente, o Papa continua promovendo a política do acolhimento e suporte aos refugiados das guerras do Oriente Médio, particularmente os Sírios (de maioria Muçulmana), abrindo as portas do Vaticano e convidando os padres a fazerem o mesmo nas paróquias; em comparação à Arábia Saudita que nunca aceitou refugiados em quatro anos de conflitos e que tem suas fronteiras hermeticamente fechadas.


Tradução: Sebastian Cazeiro

 

 

 

 

Anúncios

Uma opinião sobre “Saudis “ofendidos” com National Geographic destacando Papa banem edição”

Os comentários estão desativados.