Fascismo: Quando o poder do Estado é usado para esmagar os direitos do povo.

 

Fascismo: Quando o poder do Estado é usado para esmagar os direitos do povo.

Por Tião Cazeiro — Muhammad e os Sufis

28 de Dezembro de 2016

Está bem claro para mim que a Europa perdeu a paciência  e uma Revolução Politica se aproxima em 2017. A Europa vai sentir o calor das ruas e isso não é novidade nenhuma, nem exige conhecimento extraterrestre para ver a realidade, ou seja, que uma guerra civil se aproxima.

Com relação ao vídeo abaixo, será que rastreando chegaremos a Fundação de George Soros?

Nota do Blog:  O texto abaixo é um comentário de um leitor anonimo sobre um artigo que pincei da Breitbart News.

O grupo fascista Hope not Hate (Esperança e Não Ódio) financiado por George Soros, é uma ameaça extremista à democracia Britânica, assim como todas as organizações Marxistas.

A extrema esquerda que está destruindo a sociedade Ocidental com Islamização, multiculturalismo, fronteiras abertas, migração em massa, politicamente correto e a destruição do estado-nação estão agora expostos ao perigo que infligiram a todos nós.

Estamos finalmente confrontando o inimigo e o fanatismo político de George Soros, e os bandidos políticos como o Hope not Hate que serão destruídos.

A UAF ou Fundação para Estudantes Refugiados é apenas parte de uma enorme rede de antifascistas apoiada pela União Europeia — afiliada às duas principais organizações de apoio “em apoio aos migrantes e contra o fascismo e o nacionalismo”, que na realidade significa qualquer pessoa que se opõe à imigração antidemocrática da UE ou à massa Muçulmana.

Este comentário, de Jim Blane, descreve quão insidiosas e perigosas são essas redes:

“Em primeiro lugar, a União Europeia financia dois grandes grupos globais. Eis aqui os nomes dos grupos:

Rede Europeia contra o Racismo (ENAR) e Unidos Contra o Nacionalismo, o Racismo e o Fascismo e em Apoio aos Migrantes e Refugiados. (UAR)

Cada um desses grupos tem centenas subgrupos afiliados. Observe os link de financiamento e apoio nesses dois sites. Veja a bandeira da União Europeia. Perceba que o nosso dinheiro, os impostos, rolam colina abaixo por conta da União Europeia, do Home Office, várias Igrejas e dezenas de contribuintes que financiam quangos (organização que lida com questões públicas e é apoiada pelo governo, mas que funciona de forma independente e tem seus próprios poderes legais em toda a Europa para a temática e subgrupos nacionais destes grupos que servem de “guarda-chuva”).

Observe os subgrupos afiliados da seção de atividades nacionais da ENAR (UKREN). Veja também a longa lista da Runnymeade Trust etc. Perceba os vários grupos Islâmicos.

Mas, não termina aí. A União Europeia tem um mecanismo denominado Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT). Este mecanismo autoriza legalmente e paga vários grupos para construir novos grupos.

É isso mesmo — a União Europeia deu a seus subgrupos políticos o direito de se autoreplicar e financiar seus movimentos. Assim, cada um dos subgrupos da ENAR e da UAR tem subgrupos que você não pode ver. Um desses subgrupos é o UAF.

Os grupos Islâmicos também têm seus subgrupos.

Entende agora como funciona?

Definição de Fascismo: Quando o poder do Estado é usado para esmagar os direitos do povo.

Então, não é de se admirar por que a mídia, a polícia e as autoridades sociais Europeias fecharam os olhos para as quadrilhas de estupro/pedofilia jihadistas organizadas há mais de dez anos.

Como um jornalista convencional admitiu, “Decidimos não prosseguir com a questão, ainda mais porque não queríamos entregar uma história de sonho à extrema-direita”

O contribuinte da União Europeia está financiando o seu próprio estado doutrinário, opressor, a perda da liberdade de expressão, a substituição demográfica, destruição cultural, a perda do poder e a escravidão no futuro”.

Anúncios