ITÁLIA: MUÇULMANO INCENDEIA CENA DA NATIVIDADE DA IGREJA

Fonte/Source:  Italy: Muslim sets fire to church Nativity scene

Por ROBERT SPENCER

5 de Janeiro de 2017

Por que ele queria destruir os símbolos Cristãos? Porque “certamente não acredita quando dizem que Deus é Cristo, o Filho de Maria” (Alcorão 5:17): no que diz respeito a esse Muçulmano, as estátuas são idólatras em si mesmas e estão celebrando crenças falsas e idólatras. Mas, no que diz respeito às autoridades Italianas, é porque ele estava sofrendo de uma “crise psicofísica visível”. É tudo apenas parte do surto global de doença mental.

Migrante Muçulmano que queria destruir símbolos Cristãos Incendeia Cena da Natividade“, de Joey Millar, Express, 3 de janeiro de 2017:

Um migrante Muçulmano que “queria destruir símbolos Cristãos” foi preso por ter incendiado uma cena da Natividade da Igreja.

Esse homem sem-teto foi pego no ato pelo Padre da Igreja, que notificou às autoridades.

Eles correram para a cena e lutaram para conter o homem, que estava sofrendo de uma “crise psicofísica visível”.

Segundo relatos locais, o Gambiano de 25 anos disse à polícia que era Muçulmano e queria destruir símbolos Cristãos.

Além de incendiar a cena, destruiu uma estátua de Maria.

As autoridades finalmente conseguiram controlar o homem e o levaram à prisão. Ele foi acusado de danos à propriedade privada, incêndio criminoso e resistência à prisão.

O homem, que tem uma autorização de residência legal, vive na Itália há dois anos.

No momento do incidente, que aconteceu na Paróquia de Madonna del Rosario em Foggia, Sul da Itália, ele estava muito irritado…


Tradução: Tião Cazeiro — Muhammad e os Sufis

Anúncios