TRUMP: NATO “OBSOLETA”, MERKEL COMETEU “ERRO CATASTRÓFICO” AO ADMITIR MIGRANTES MUÇULMANOS

Fonte/Source: Trump: NATO “obsolete,” Merkel made “catastrophic mistake” in admitting Muslim migrants

TRUMP: NATO “OBSOLETA”, MERKEL COMETEU “ERRO CATASTRÓFICO” AO ADMITIR MIGRANTES MUÇULMANOS

 

POR ROBERT SPENCER

16 de Janeiro de 2017

A NATO é de fato obsoleta: foi concebida para defender o Ocidente contra a União Soviética. A Esquerda Americana sempre minimizou a ameaça Soviética e zombou daqueles que chamaram a atenção para isso; Agora, naturalmente, a Esquerda Americana está se preocupando mais com os Russos do que Joe McCarthy e tempo algum, mas isso não torna a NATO menos obsoleta. Precisa ser reconfigurada como uma coalizão defensiva contra a ameaça da jihad. O qual é improvável que aconteça, no entanto, uma vez que muitos, se não a maioria, dos países membros atualmente estão perseguindo políticas de negação e apaziguamento sobre a ameaça da jihad.

Quanto a Merkel, não há absolutamente nenhuma dúvida de que ela realmente cometeu um erro catastrófico. Os efeitos desse erro serão vistos na Alemanha durante as próximas décadas, e na verdade, a Alemanha pode não se recuperar maisa

“Trump chacoalha a NATO com a explosiva “obsoleta “, de James Masters e Katie Hunt, CNN, 16 de janeiro de 2017:

(CNN) A acusação de Donald Trump de que a OTAN é “obsoleta” gerou “surpresa e agitação” dentro da aliança, disse o ministro das Relações Exteriores da Alemanha.

Falando em Bruxelas antes de uma reunião dos Ministros dos Negócios Estrangeiros da UE, Frank-Walter Steinmeier sugeriu que a aliança foi chocalhada pelas observações de Trump…

Trump usou a entrevista para reafirmar suas dúvidas sobre a NATO. “Eu disse há muito tempo que a NATO tinha problemas”, disse na entrevista.

“Número um, se tornou obsoleta, porque foi projetada há muitos, muitos anos.

“Número dois, os países não estavam pagando o que deveriam pagar”, acrescentando que isso era injusto para com os Estados Unidos.

Steinmeier disse ter falado com o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, “que está preocupado com o fato de o presidente eleito Trump considerar a NATO obsoleta”.

Ele também observou que a posição de Trump estava “em contradição” com a de James Mattis, candidato de Trump à Secretaria de Defesa.

A porta-voz da NATO, Oana Lungescu, recusou os comentários. “Uma NATO forte é boa para os Estados Unidos, assim como para a Europa”.

Mas Dmitry Peskov, porta-voz da imprensa do presidente Russo Vladimir Putin, concordou com a avaliação de Trump sobre a NATO, dizendo na Segunda-feira que “o objetivo sistemático dessa organização é o confronto”…

Trump mirou na Chanceler Alemã Angela Merkel, chamando-a “de longe o líder mais importante” na Europa, enquanto rasgava as suas políticas de imigração, rotulando-as de “catastrófica”.

“Tenho grande respeito por ela, senti que era uma grande líder, acho que ela cometeu um erro catastrófico assimilando todos esses ilegais e todas essas pessoas de qualquer parte e ninguém realmente sabe de onde vêm.

Um entusiasmado Trump elogiou a iminente saída da Grã-Bretanha da União Europeia como sendo “muito inteligente”.

“Eu acho que o Brexit vai acabar sendo uma grande coisa”, disse Trump ao seu entrevistador do Times, Michael Gove, um dos ex-líderes da campanha Brexit e membro do Parlamento do Reino Unido.

Perguntado por que achava que a campanha Britânica do Brexit foi bem-sucedida, Trump culpou a frouxidão das fronteiras e as preocupações sobre os efeitos da imigração. Ele também as vinculou às preocupações de segurança dos EUA.

“Os países querem sua própria identidade. O Reino Unido queria sua própria identidade. Eu acredito nisso, se não tivessem sido forçados a aceitarem todos os refugiados e foi um número enorme, com todos os problemas que isso acarreta, você não teria um Brexit… provavelmente isso não teria funcionado.”…

Trump disse que tomará imediatamente todas as medidas para restringir a imigração nos EUA, assim que assumir o governo.

“Neste país vamos ter fronteiras muito fortes. A partir do dia em que eu entrar. Uma das primeiras ordens que vou assinar. Dia um.”

Trump reiterou planos para implementar o que chama de “extremo exame” de pessoas do mundo Muçulmano, de acordo com uma transcrição da Bild traduzida para o inglês pela CNN.

“Haverá um exame de segurança extremo, não será como é agora. Não temos controles de segurança adequados para as pessoas que entram no nosso país, elas realmente não existem no momento, como aconteceu no seu país pelo menos no passado “.

Quando perguntado se iria impor restrições semelhantes à Europa, o Presidente eleito não se comprometeu, de acordo com Bild.

“Isso poderia acontecer. Mas vamos ver “, disse ele.

Trump também abordou o acordo nuclear do Irã, mas recusou-se a dizer se exigiria mudanças nele.

“Bem, eu não vou dizer o que vou fazer com a negociação com o Irã. Eu só não quero jogar as cartas. Quero dizer, olha, não sou um político, não saio e digo, “Eu vou fazer isso” — Eu vou fazer, tenho que fazer o que tenho que fazer… Mas não estou feliz com o negócio do Irã, acho que é um dos piores negócios já feitos”, disse ele, de acordo com o Times…


Tradução: Tião Cazeiro — Muhammad e os Sufis

Anúncios