STREISAND: “SEM NOÇÃO, IMPRUDENTE, SEM GRAÇA, ESTÚPIDO E SEM CORAÇÃO: NOSSO PRESIDENTE ELEITO.

Fonte/Source: Streisand: Trump ‘Clueless, Reckless, Graceless, Heartless’


STREISAND: “SEM NOÇÃO, IMPRUDENTE, SEM GRAÇA, ESTÚPIDO E SEM CORAÇÃO: NOSSO PRESIDENTE ELEITO”

Por Breitbart News

Na véspera da inauguração do Presidente eleito Donald Trump, a cantora Barbra Streisand escreveu um ensaio para o Huffington Post, no qual relata que “não pode respeitar” o novo Presidente e está “profundamente preocupada” com a direção do país.

Streisand escreveu no Huffington Post:

Houveram gigantes que serviram como Presidente: George Washington ajudou a fundar o país; Abraham Lincoln libertou os Escravos; Teddy Roosevelt estabeleceu os parques nacionais; Franklin Roosevelt nos tirou da Grande Depressão e derrotou o Fascismo; Lyndon Johnson estabeleceu Medicare; Bill Clinton deu à nação um superávit orçamentário; E Barack Obama forneceu o acesso ao Seguro Saúde (Obamacare) para todos os Americanos.

Agora esperamos Donald Trump, e estou profundamente preocupada com o nosso país e com o mundo. Ele demonstrou que é perigoso e impróprio para o cargo. Ele entende a magnitude do trabalho? Será que ele só quer ser Presidente para obter o mesmo que o Presidente Obama, que uma vez fez piadas sobre ele num jantar de Correspondentes na Casa Branca? Ele quer se livrar do Obamacare apenas por causa do nome?

Ele não apenas traz políticas econômicas com as quais eu discordo, ou uma abordagem para o financiamento de saúde que poderia ferir milhões de pessoas. Isto não é simplesmente uma questão de Republicano versus Democrático. Esse é um homem que, em registro e muitas vezes em vídeo, desprezou ou descaradamente ridicularizou as mulheres, imigrantes, deficientes entre outros. Ele perdeu o voto popular por quase três milhões de votos, e ainda não consegue entender que a obrigação do Presidente é pelo menos tentar unir e respeitar todos os Americanos.

Tenho grande respeito pelos políticos experientes que serviram a nossa nação com sincero respeito para melhorar e proteger a República, mesmo aqueles com quem muitas vezes discordei. No entanto, não posso respeitar um machista, racista, xenófobo que nos coloca em risco com o seu comportamento.


Tradução: Tião Cazeiro — Muhammad e os Sufis

Anúncios