Arquivo da tag: O Islã e a “Grande Mídia” – VI

O Islã e a “Grande Mídia” – VI

Foto Capa: Pintura de Frederick Goodall

O Islã e a “Grande Mídia” – VI

Por Tião Cazeiro

30 de Novembro de 2015

Outra pérola do colunista do jornal O GLOBO Rasheed Abou-Alsamh, publicado no dia 27 de Novembro deste ano.

O artigo intitulado “A repercussão sombria dos ataques em Paris” traz como “novidade” a desinformação para desassociar o Islã da imagem do Estado Islâmico (ISIS). Vamos dar uma olhada.

Eis alguns excertos do artigo:

Nota: Ênfase adicionada pelo blog.

Os terroristas, todos de ascendência árabe e muçulmana, eram muito jovens, variando de 20 a 26 anos de idade. Todos nasceram na Europa na França ou na Bélgica. E todos eram conhecidos por hábitos bem laicos, como beber álcool, frequentar bares e baladas, vender drogas e envolvimento em crimes mesquinhos.

Ou seja, eram apenas jovens Europeus, com hábitos bem laicos, como todo Europeu metido com drogas, baladas etc. Apenas uma galerinha. Não eram Muçulmanos moderados de verdade. Eram só uma coisinha.

A pergunta que não quer calar na minha mente é como se faz a transição de ser um jovem laico para se tornar um extremista que quer explodir tudo em nome de sua religião, e como vingança contra o que eles vêem como ataques ao Islã e ao mundo Árabe, especialmente o bombardeio diário da Síria pela França e Rússia.”

Como se faz a transição? De jovem laico a extremista? Como vingança? Um jornalista como o Rasheed, que trabalhou por 20 anos como repórter e Editor Sênior da Arab News em Jeddah, Arábia Saudia, com certeza conhece os ensinamentos violentíssimos de Muhammad no Alcorão. Esses jovens enxergam no Estado Islâmico (ISIS) ou EI, o que está escrito no Alcorão.

Alcorão 9:14      
Combatei-os! Alá os castigará, por intermédio das vossas mãos, aviltá-los-á e vos fará prevalecer sobre eles, e curará os corações de alguns fiéis.
   Alcorão 9:20      
Os fiéis que migrarem 
e sacrificarem seus bens 
e suas pessoas pela causa de Alá, 
obterão maior dignidade ante Alá 
e serão os ganhadores.

Continuando…

Depois de atraí-los, o EI leva esses jovens para a Síria para serem treinados em atos terroristas e para a lavagem cerebral que os transforma em máquinas de matar.

Abu Bakr al-Baghdadi

Os jovens recebem treinamentos, mas a “lavagem cerebral” já foi feita muito antes disso via Alcorão. Esses jovens, com idade ideal para guerra, são Muçulmanos e como todos os outros seguem o Alcorão, igual à turma do ISIS ou EI. Não são atraídos, são voluntários. Segue o líder Abu Bakr al-Baghdadi, o Califa que tem doutorado em Estudos Islâmicos.

Mas voltando aos ataques em Paris, a repercussão em termos de islamofobia no mundo inteiro tem sido terrível.”

Vitimização. Por que o mundo está nos tratando assim quando somos a religião de paz? São todos uns Islamofóbicos irracionais. Não conhecem os Muçulmanos moderados pacíficos.

No Brasil, uma nova pesquisa mostrou que agressões a muçulmanos nas ruas do Rio de Janeiro cresceram 1.016% em um ano. A maioria dos abusos foram agressões verbais a mulheres muçulmanas que usam o véu. Foram 67 casos registrados por essas mulheres somente de janeiro a agosto deste ano, sendo a maioria xingada de “mulher-bomba”.”

Não culpe os Brasileiros pela imagem extremamente negativa que a religião Islâmica criou para si mesmos, ao redor do mundo. Eu não apoio esse comportamento, essas agressões a Muçulmanos nas ruas, mas o Islã está forçando a sua ideologia no Brasil, onde a religião predominante é a Cristã. Além disso, o Islã massacrou 65 milhões de Cristãos. Destruiu 30.000 igrejas.

A vitimização é uma estratégia conhecida e muito usada pelo Islã, para ocupar espaços. O Islã através do hijab, por exemplo, infelizmente aceito em documentos oficiais, como o passaporte, está ocupando espaços e se aproveitando da falta desse tipo de informação  no Brasil.

Não nos acuse do que você faz, vide Arábia Saudita, e não nos chame do que você é. O Islã é incompatível com o Ocidente. Muçulmanos são proibidos de fazer amizade com Kafirs (não-Muçulmanos). Este verso do Alcorão é ensinado nas mesquitas.

Alcorão 05:51  
Oh Você que acredita!
Não tenhas os Judeus e os Cristãos como amigos,
pois eles são amigos entre si,
e aquele que entre vocês fizer deles um amigo, certamente será um deles;
e certamente Alá não guiará as pessoas injustas.

Precisamos acabar com essa loucura do EI, que não representa, nem um pouco, a maioria dos muçulmanos moderados.

Mais uma vez o Islã não representa o Estado Islâmico (ISIS). Algo em torno de 30.000 Muçulmanos aderiram ao ISIS por quê? Lavagem cerebral?

O mundo islâmico deve usar suas vastas reservas de moderação para pregar a paz e o equilíbrio naturais no Islã.

Quem acredita nisso? Vejam o que o Islamismo e os Sufis fizeram na Índia: O Lado Sinistro do Sufismo

Os países do Ocidente, por sua vez, não podem cair na armadilha de querer desconfiar de todo muçulmano a ponto de querer colocá-los em campos de detenção, como os americanos fizeram com seus cidadãos de ascendência japonesa durante a Segunda Guerra Mundial.

Agora ataca os Americanos. Devia reconhecer que o Islã massacrou 65 milhões de Cristãos. E que ao longo de 1.400 anos massacrou 270 milhões de pessoas.

Creio que já evoluímos o bastante para distinguir o bem do mal em qualquer população e religião. Os terroristas querem que o Ocidente maltrate e mate muçulmanos em atos de vingança pelos ataques em Paris. Não podemos sucumbir a isso, e não devemos dar esse prazer irracional aos terroristas.”

Então os terroristas Muçulmanos querem matar os Muçulmanos? Uau! É isso? E querem que o Ocidente maltrate e mate os Muçulmanos por vingança? Não existe uma Jihad Global contra o kafir (não-Muçulmano)?  Os terroristas Marcianos querem maltratar os pobres Muçulmanos indefesos? Que coisa confusa. O jornalista está confuso ou desinformando?

Não, ninguém quer matar os Muçulmanos. O problema é que quando um Muçulmano diz que o Islã não é violento ou que o Islã é pacífico (harmonioso), está se referindo a paz que virá quando o mundo todo se submeter à Jurisprudência Islâmica (Sharia), ou seja, ao Islã. Sendo que no final, se acontecer, ainda terão que aguentar os Sunitas contra os Xiitas. Briga feia. Não vai sobrar ninguém.

Tudo que vemos ao redor do mundo é a violência Islâmica, a enganação, a imposição a todo custo da “religião Islâmica” sobre todas as outras formas de religião, comportamento, cultura etc.  É o povo das necessidades especiais como o hijab, rezas em ruas, proibição de tudo, inimizade com o kafir etc. É um  empreendimento paramilitar totalitário em ação.

A entrevista com o Sheik Mohammad Al-Bukai recentemente mostrou muito bem o velho padrão Islâmico, o “exemplo para a humanidade”. O Islã não se adapta, não se integra, não resolve as contendas religiosas com o Cristianismo, não é humilde, não divide. O Islã invade. 

Arábia Saudita:  
“Em outras palavras, qualquer um que tentar levar Bíblias ou literatura Evangélica 
para o país terá todo material confiscado, 
será preso e condenado à morte.”

E ainda querem criar mais laços entre países Árabes e Sul-Americanos. Leia: Aspa cria mais laços entre países árabes e sul-americanos por Rasheed Abou-Alsamh

Diálogos: Uma conversa com um dos sheiks mais novos do Brasil, Sheik Mohamad Al-Bukai – GloboNews


 

Anúncios